Sofrer sozinha não é a melhor opção

pexels-photo-361758

Você não precisa se esconder por detrás de uma máscara de perfeição. Não precisa fingir que está tudo bem, quando lá no fundo você sabe que não está. Pare de se torturar, não é pecado chorar; não precisa se esconder da vista de todos para que não escutem os teus gemidos e perguntem o porquê das tuas lágrimas. Seja vulnerável! Não sinta vergonha das suas feridas, deixa doer menina. Não esconda as suas cicatrizes, não engula a sua dor e forçando um sorriso só porque você acha que ninguém entende. Deus entende. Não, ele não acha que é drama, ele não acha que você é fraca, ele não acha que é imaturidade, ele ama a sua vulnerabilidade.

                Se Ele aceita as suas fragilidades por que não pode aceitá-las também? Não precisa ter medo de se abrir pra Ele, eu sei que você tenta se fazer de forte; quando na verdade sente que tudo está prestes a desmoronar sobre sua cabeça.

                Sofrer sozinha, menina, não é a melhor opção. Pare de se isolar, não confunda solitude com solidão. Se for pra fugir, que seja para os braços consoladores de Deus, que seja para o secreto com Ele. Em oração, molhe o travesseiro, grite a sua dor pra Ele, deixe- O sarar seu coração, permita que o seu Espírito interceda por você, sinta – O colher suas lágrimas em um odre, creia que Ele sabe interpretá –las , e por favor: não deixe de ser você! Não desista de ser você, se você sente muito, é sensível, chorona…Deus te fez chorona! Chore mesmo!!!  Ele te conhece, e não te julga, te entende. Não seja uma farsa, deixe Deus te desmascarar, deixe Ele te mostrar que você é frágil sim. Mas, é nessa fragilidade que Ele quer o Seu poder te aperfeiçoar.

                Você não precisa deixar de viver a sua realidade porque precisa preservar uma imagem que criaram de você! Não é fraqueza ser vulnerável, não é vergonha admitir que ainda dói, chega de forçar uma realidade que ainda não é sua, se é tempo de chorar…Chore, mas não se isole! A caminhada cristã não é cor – de – rosa, haverá dias ensolarados, mas haverão dias nublados também; e tudo bem! Viva um dia de cada vez, sorria quando estiver bem, mas não deixe que as circunstâncias definam que você é, nem o que dizem sobre você e muito menos o que você pensa a respeito de si mesma. Deixe o Papai definir você. Confesse sua culpa, medo, dor, e sinta o Abba te curar. Leve até Ele os seus fardos e deixe Ele te aliviar.

                Esteja hoje mesmo a sós com Ele, se permita  vulnerável nEle. Desabafe até que se sinta em paz de novo, até que dEle tenha recebido renovo. Dia a pós dia Ele te chama e você ignora a Sua voz. Tá na hora de voltar. O jugo é severo, é verdade, mas o Pai tem um abrigo. O fardo é pesado, eu sei, mas Jesus quer carregar contigo.

Um abraço aconchegante, Rebeca

beka

Anúncios

Amigo beija-flor

 

beija flor

Tenho despertado um carinho bonito sobre essa ave delicada, silenciosa e pequena.  Eu gosto de me inspirar em pessoas que têm o caráter de Cristo – isto é bom – isto é bíblico. Mas se inspirar nas demais criações de Deus também é enriquecedor. Veja o que diz a bíblia: “… faça perguntas às aves e aos animais, e eles o ensinarão. 8 Peça aos bichos da terra e aos peixes do mar, e eles lhe darão lições. 9 Todas essas criaturas sabem que foi a mão do Deus Eterno que as fez. 10 A vida de todas as criaturas está na mão de Deus; é ele quem mantém todas as pessoas com vida.” (Jó 12:7-10 BLH)

Que eu sou apaixonada por flores, não é mais uma novidade. Na procura por inspirações, lembrei-me do beija-flor que está tão ligado as flores e comecei a pensar a respeito dele.  Lições que aprendi:

1: O beija-flor se alimenta no néctar das flores.

Mediante a isto, podemos perceber que ele retira o que há de melhor na flor pra si. A flor pode ter espinhos, pode está faltando algumas pétalas, quase murcha, mas o beija-flor está lá, retirando o que ela tem de melhor. Quantas vezes em nossas vidas, desistimos de lutar pelos detalhes? Nem sempre as situações são boas, mas acabamos de retirar dela algo de bom por receio do que vemos no momento. Seja como o beija-flor, não deixe que os espinhos de impeçam de tirar uma enriquecedora experiência de determinadas situações na vida.

2: O beija-flor  voa pra trás.

Sim, ele é a única ave que consegue esse privilégio. Aplicando a nossa vida, devemos voar pra trás em certos momentos. Recuar as vezes é preciso. Se retirar é melhor do que ficar e ver pedaços de nós indo-se embora. Vi uma analogia muito bonita que dizia assim: “ás vezes, recuar é fundamental. É como um pintor após terminar sua obra, dá alguns passos para trás para analisar o que acabou de fazer” Recuar em certos momentos diz respeito a sabedoria. Te apresenta uma visão mais ampla e detalhada do que você está fazendo. Não tenha medo de voar pra trás. Retrocesso é insistir em algo que nunca vai pra frente.

3: O BEIJA-FLOR LEVA O PÓLEN DAS FLORES QUE VISITA PARA OUTROS RECANTOS.

Com essa lição, fica claro a importância do compartilhamento.  A empatia transmitida, o altruísmo, o desejo de ajudar ao próximo. O que temos compartilhado com as pessoas? Será que somos egoístas ao ponto de querer apenas pra nós aquilo que é bom. O que temos feito em prol da divulgação do evangelho? Será que a falta de tempo tem nos convencido que ficar em quartos paredes adorando é suficiente? E as almas lá fora? E o ide de Cristo? Seja um semeador de coisas boas, Deus te chamou para mostrar bons frutos.“E a natureza gloriosa do meu Pai se revela quando vocês produzem muitos frutos e assim mostram que são meus discípulos.” (João 15:8 BLH)

 

Por enquanto ficaremos apenas com essas 3 lições, mas há muitas coisas ainda pra se aprender com essa ave que ganhou um cantinho especial no meu coração.

 

Um beijo de fé e uma xícara de café, Alyce

A dor não corta suas asas, ela te faz voar

pexels-photo-287240

Talvez vocês não tenham notado, mas tenho vivido dias difíceis . Na convivência com esses dias, pedi a Deus um tempo na escrita e que Ele apenas me usasse como caneta, quando eu estivesse curada. Ousadia da minha parte, querer por limites na soberana vontade de Deus. Se ele quer usar, jamais pedirá permissão a mim.

Eu sei, ó SENHOR, que não é do homem o seu caminho; nem do homem que caminha o dirigir os seus passos. (JR 10:23)

E mesmo sem ter uma ideia certa sobre o que escrever, eu estou aqui escrevendo pra você. Deus está me guiando nesse momento e eu não sei como esse texto vai terminar – vai ser uma surpresa pra mim também.

Sobre estar ferida 

Na maioria das vezes eu não entendo o porquê que tenho que sentir algumas dores e porque essas dores são tão parecidas com as outras dores que já tive. Parece uma reprise, parece que nunca vai ter fim, parece que fui destinada a sentir apenas isso. É confuso, eu sei. Eu não entendo, mas não fico perdendo meu tempo tentando entender. Acho que já passei dessa fase. Eu sei que há um propósito, que há algo inalcançável além da minha lógica. Sei que Deus se encontra agora e para sempre no controle de tudo, de cada detalhe, de cada virgula. Acho que minha cobrança não é tanto “o porquê”, mas sim o “até quando?” Eu sei que difícil se desapegar de toda insegurança, sei que nossa natureza humana é imatura e insiste em nos agarrar e nos fazer notar as dificuldades.
Estou em construção. Estou aprendendo. Deus está me ensinando a ser serva e a confiar inteiramente nEle.

A dor é amiga
Não podemos limitar nossa força. Vejo que a principal oposição está em nós. Não acreditamos na vitória ou na superação. Somos nosso maior inimigo. Percebi que a dor é amiga. Ela não está aqui pra colocar um stop. Eu não posso escrever apenas quando estiver curada, livre de toda dor e marcas. Não enxergo nisso o evangelho de Cristo. É necessário sentir, suar a camisa e carregar a cruz. O momento da dor é um momento oportuno que Deus te escolhe pra curar. Deus não precisa apenas da tua experiencia pós dor, Ele quer te mostrar que pode fazer mais, muito mais durante a dor. Momentos frágeis e confusos, servem para nos fortalecer e amadurecer. A dor não é inimiga. Ela é temporária e seus ensinamentos são eternos. Não deixe teu momento de dor te paralisar. Lembre-se: Foi na maior impossibilidade que Deus fez um paralitico andar.

Um beijo de fé e uma xícara de café,

Alyce

Um pouco sobre o convívio virtual

pexels-photo-377909

Ultimamente algo especifico tem ocupado minha mente e forma poderosa. Tenho analisado meus conceitos e minha forma de se portar nas redes sociais. Pode parecer coisa simples de pequena importância, mas não é. Deus se importa. Levando isto em consideração, resolvi fazer um texto pra vocês e compartilhar essa metanoia.

Na visão bíblica 

“…fazei tudo para a glória de Deus.” 1Co 10:31b O contexto desse versículo, Paulo faz uma abordagem aos irmão e Corinto sobre os alimentos que estavam comendo, pois os mesmos eram sacrificados aos ídolos. Ela deixa claro que não uma parcela das coisas que fazemos, não se trata de meio termo, é tudo. Devemos fazer tudo para a glória de Deus. Isso envolve as grandes, médias e pequenas ações. Nossos feitos devem promover o Reino de Deus e a sua glória.

O que fazer com minhas redes?

Entregue-as a Deus e dedique seu tempo nela para glorificara a Deus. As mil e uma coisas que você faz para Deus ainda não é tudo – ainda é pouco. Estamos sob um natureza caída que todos os dia tenta nos colocar distantes de Deus. Por isso, quanto mais fazemos em prol do Reino, ainda é pouco. O que Deus colocou em coração sobre o que fazer e não fazer nas redes:

1- Não publicar escândalos

“Ai do mundo, por causa dos escândalos; Porque é inevitável que venham escândalos, Mas ai do homem pelo qual vem o escândalo” – Mateus 18.7.

“Há duas formas de os escândalos virem ao mundo: Através do próprio agente do escândalo; E através dos noticiadores do escândalo. Quando Noé trouxe escândalo para sua casa…Seus filhos o tornaram ainda mais grave quando expuseram a nudez de seu pai. Os quais foram punidos pelo Senhor. Certamente, Satanás se delicia com a queda de um filho de Deus; No entanto, ele se esbalda quando os próprios irmãos do caído…Expõem ao mundo o pecado cometido.”

2- Ser moderada

A moderação tem a ver com o “equilíbrio” que é a capacidade de ter controle sobre as coisas. Por ser um veiculo de entretenimento, as redes podem facilmente viciar e acabar sendo a sua própria rotina e não apenas parte dela.

3- Ser cautelosa 

Envolve-se nisso, as fotos publicadas e os status publicados e curtidos. Devemos ser vigilantes e ter cuidado ao postar alguma foto. Não devemos dar evidencia a sensualidade. Outro ponto importante é aquilo que postamos. Já se fez essas perguntas? (Por que estou postando isso? Para que? E Pra quem?) Elas irão te ajudar na hora de saber o que convém ou não.

Então, você glorificou a Deus com o que você publicou hoje? Que abençoe sua vida, te encha de sabedoria e transforme segundo a vontade dele sua forma de agir e pensar.

Por: Alyce Tâmara