Você tem sido uma criança?

serr

Lembro-me de que, quando criança, eu não compreendia muito bem como os adultos podiam fazer tantas bobagens. Com minha inocência, eu pensava: “Por que as pessoas traem umas as outras? Se não gostam mais delas, terminem o namoro/casamento!” ou “Por que as pessoas mentem tanto? Todo mundo sabe que mentir é errado!”. Parando para pensar sobre o assunto, eu reflito o quão lindo é o pensamento de uma criança. Você já imaginou como o mundo seria perfeito se todos ainda pensassem assim? Se tratássemos e conversássemos, uns com os outros, igual aos pequeninos? Perceba que eles não se importam com a cor, aparência ou qualquer característica quando encontram um amigo para brincar. Eles só querem passar o tempo, se divertindo, não se importando com características secundárias. Se alguma briga acontece, pouco tempo depois, eles se perdoam e voltam às brincadeiras.

Infelizmente, quando crescemos, tudo muda. As situações se complicam e a vida parece se tornar muito complexa. Julgamos com quem iremos começar uma conversa somente pelo modo da pessoa se vestir. Olhamos torto para o outro, pois ele escuta músicas diferentes das nossas. Isso é terrível. É importante que saibamos valorizar os diferentes, pois, muitas  das vezes, são eles quem nos ajudarão quando precisarmos e, não, aqueles com quem nos identificamos mais.

Não torne a vida uma dificuldade. Perdoe mais, ame mais, faça a diferença. Volte a ser criança! Que possamos voltar a ter aquela inocência que nos permitia sermos mais felizes. O mundo já é muito cruel. Você sabe que, muitas das vezes, suas melhores atitudes nem sempre trarão boas recompensas, não naquele momento. Mas, mais importante do que isso é a marca que você deixa onde quer que passe. São as coisas mais simples que despertam a atenção das outras pessoas. São as coisas mais simples que mais acalmam o nosso coração e trazem paz à alma. Pensar como uma criança não é infantilidade e, sim, humanidade.

Raíssa Vitória , tenho 20 anos, Rio de Janeiro

 

Anúncios